HISTÓRIA DO AGRUPAMENTO DE COLMEIAS

No ano de  1991, de acordo com os princípios definidos pelo Governo para a  implementação da Reforma Educativa e para a reorganização da Rede Escolar, a Direcção Regional de Educação do Centro e o Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação realizaram, em colaboração com a Câmara Municipal de Leiria, o estudo da Carta Escolar do Concelho de Leiria. A Carta Escolar como instrumento de Planeamento Educativo estabeleceu os princípios a que deveria obedecer a expansão e reorganização da  rede  escolar. A Carta Escolar,  numa  óptica de  racionalização de  recursos,  encarou  a  rede  numa  lógica de  “Territórios Educativos”,  os  quais  agrupariam  freguesias, ou parcelas de freguesias, tomando como pólo aglutinador a freguesia com maior número de alunos, sendo também tomadas em consideração as distâncias  inter-freguesias e a rede  viária. Assim,  estes  territórios  funcionariam  como  áreas  geográficas  em  que  os  alunos  poderiam  iniciar  e  concluir  os  seus 9  anos de  escolaridade,  se não num único estabelecimento, no máximo em dois, funcionando de forma integrada.

Nesta direcção de análise, as pequenas escolas não seriam encaradas como  “ilhas”  isoladas mas sim  integradas num conjunto educativo que funcionaria como um todo constituído por uma “Escola Núcleo” ou “Mãe” e “Escolas Satélites”. Entre uma e outras, existiriam contactos por forma a que as pequenas escolas, carenciadas de recursos, pudessem usufruir de equipamentos a que por si só não poderiam ter acesso. Neste contexto, o Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério da Educação entendeu não propor o encerramento de qualquer escola, mesmo aquelas em que era ministrado apenas o 1º Ciclo do Ensino Básico e cuja maioria era constituída por edifícios de 1 a 2 salas.

No estudo de reconfiguração da rede escolar do concelho de Leiria, entendeu-se então criar 9 territórios educativos.

Dos “Territórios Educativos” definidos para o concelho de Leiria e onde foi considerado prioritário construir Escolas Básicas para o 2º e 3º Ciclos e, eventualmente, para o 1º Ciclo, em virtude de possuírem uma população escolar mais numerosa, destaca-se o Território Educativo V, que agrupava as freguesias de Bidoeira de Cima, Colmeias e Memória. 

Assim, a Escola EB  1, 2, 3 de Colmeias surge como objecto de um projecto específico da responsabilidade da Autarquia, sendo criada para suprir as necessidades do Território Educativo V pelo que a sua área de influência estender-se-ia para além dos limites da freguesia de Colmeias.
 
A  Portaria  nº 495/95 de 24 de Maio,  considerando  que  o  reordenamento da  rede  escolar deve  contribuir  para  a diminuição de desigualdades  e  assimetrias  locais  e regionais,  assegurando  a  igualdade  de  oportunidades  de  educação  e  ensino  para  todas  as  crianças,  tendo  por  base  a  densidade  e  dimensão  ajustadas  às  características regionais, de molde a satisfazer as necessidades verificadas, cria, entre outras, a Escola do 1º, 2º e 3º Ciclos de Colmeias, a qual entra em funcionamento pela primeira vez, em 25 de Setembro de 1995. 

Ao abrigo do Decreto-Lei nº 115-A/98, de 4 de Maio, por Despacho de 4 de Maio de 1999 de Sua Excelência o Secretário de Estado da Administração Educativa, inicia-se uma nova etapa no percurso da Autonomia, Gestão e Administração Escolar da nossa escola. Em 17 de Maio do mesmo ano, é homologado o Agrupamento Vertical de Colmeias com sede na Escola Básica Integrada do 1º, 2º e 3º Ciclos de Colmeias. Os primeiros passos desta etapa já haviam sido dados, ainda que num processo informal, no ano lectivo de 1996/97, com o nosso projecto “Educar Para a EBI”. Em 1997/98 e 1998/99 e como medida estratégica para o meio educativo envolvente, procedemos à elaboração de dois outros Projectos, de maior dimensão, cujas candidaturas foram apresentadas e apoiadas pelo PEPT 2000 – A ESCOLA É PARA TODOS. Esta, foi na sua essência, a forma eficaz com que contribuímos para o nascimento definitivo do nosso Agrupamento.

No âmbito da criação do nosso Agrupamento, as freguesias da Boa Vista e dos Milagres passam também a estar inseridas na área de influência da Escola-Sede. 

Actualmente, o nosso Agrupamento designa-se por Agrupamento de Escolas de Colmeias, sendo constituído por 10 estabelecimentos de educação pré-escolar, 11 estabelecimentos de educação do 1º ciclo do ensino básico e por 1 Escola Básica Integrada do 1º, 2º e 3º Ciclos do ensino básico que funciona como a Escola-Sede do Agrupamento.